Política de Cookies
Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais
Compreendi

Porquê a Varela Ambiente?

Porque resolvemos o que mais ninguém resolve.

Conhecemos o arquipélago dos Açores como poucos e isso permite-nos ter uma visão única das necessidades dos nossos clientes e do mercado em geral.

Damos resposta a situações reais de emergência ambiental com 100% de eficiência, seja qual for a sua dimensão, apesar do desafio de desenvolvermos a nossa atividade em ambiente insular. 

É a nossa experiência de vários anos no terreno e a consciência de que temos que estar sempre atualizados, alicerçadas em tecnologia de ponta, que hoje nos permitem assegurar intervenções eficazes, de maior ou menor dimensão, em qualquer ilha dos Açores e na Madeira. 

A Varela Ambiente em números

Contamos com uma equipa de 34 pessoas com formação e motivadas para dar o seu melhor em cada dia, fazendo uso muitas vezes do seu "espírito inventivo" e experiência para apresentar soluções inovadoras e nunca antes pensadas. A este espírito inventor, associamos a melhor tecnologia de ponta, onde se incluem:
  • viaturas de recolha de resíduos sólidos urbanos (RSU);
  • viaturas para recolha de óleos usados;
  • viaturas de desobstrução de tubagens e limpezas industriais, com capacidade até 7.000 litros;
  • varredoras mecânicas urbanas;
  • viaturas de plataforma;
  • fragmentadores de pneus e contentores "open top" para depósito de pneus fragmentados;
  • triturador de papel para destruição de documentação confidencial;
  • contentores-cisterna para recolha, armazenagem e transporte de resíduos decorrentes da descontaminação de solos.
Da conjugação dos recursos humanos qualificados e dos meios adequados, o resultado teria que ser altamente positivo. Prova disso são as mais de 5.000 toneladas de resíduos perigosos rececionadas e expedidas anualmente para Unidades de Tratamento e Valorização, dando assim um destino a um conjunto de resíduos que tinham um baixo encaminhamento para tratamento, contribuindo para a minimização dos depósitos em aterro e contaminação.